Madrugada 97
Ibama usou 55% do orçamento de combate a queimadas
Divulgação/Reprodução

Pantanal e Amazônia enfrentam recordes de incêndios.

Em 2020, ano com recordes de queimadas, o Ibama executou 55% dos recursos reservados para prevenção e combate a queimadas.

Dos R$ 17,3 milhões empenhados, foram efetivamente pagos R$ 9,6 milhões em 2020.

Em 2019, o orçamento para esse programa era quase duas vezes maior: R$ 34,1 milhões.

Os dados foram enviados nos últimos dias ao deputado Ivan Valente, do PSOL de São Paulo, após um requerimento de informações.

Na Amazônia, as queimadas costumam ser mais intensas na seca, entre os meses de maio a setembro, o que torna a aplicação de recursos prioritária nessa época.

Recentemente, o Ibama registrou que a área queimada no Pantanal em 2020 passou de 2,3 milhões de hectares, o que representa mais de 10% de sua cobertura.

Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o Pantanal de Mato Grosso atingiu o maior número de focos de calor em dez anos, com 25 mil pontos.

O Inpe também apontou que, em agosto, a Amazônia teve 7,6 mil focos de queimada, um recorde para qualquer mês desde o início do monitoramento, em 1998.

FONTE: ÉPOCA

Leia também
Meio Ambiente

Força Nacional envia bombeiros para reforçar combate a incêndios no Pantanal em MT

Na manhã desta quarta-feira, um total de 40 agentes deixaram as capitais federais do Pará, Paraná e Goiás …

Há 2 dias atrás - 18
Meio Ambiente

Palmeiras tem melhor início na Libertadores em 52 anos

Única vez com três vitórias seguidas no início aconteceu na edição de 1968. Verdão caminha para ter a …

Há 1 semana atrás - 48
Meio Ambiente

Pantanal tem mês de setembro com mais focos de incêndio na história

Recorde desde início de série histórica do Inpe, em 1998, era de 5.498 focos de calor detectados neste …

Há 1 semana atrás - 52