Bom Dia Cancella
Ituiutaba não irá aderir ao Projeto Mãos Dados” que prevê absorção do ensino nas séries iniciais
Divulgação/Reprodução

A Prefeita Leandra Guedes (Avante), anunciou nesta terça-feira (10) que o município de Ituiutaba, não irá aderir ao Projeto Mãos Dadas, anunciado em março deste ano pela Secretaria de Estado da Educação. A decisão ocorre uma semana após a Câmara Municipal iniciar debate sobre o tema, cobrando posicionamento da Administração Municipal, que estava tratando do tema, sem convidar para debater este tema, os profissionais da educação e principalmente, o Poder Legislativo.

Na primeira reunião após volta do recesso, o vereador Professor Yata, durante uso da palavra na Tribuna da Casa, pediu esclarecimentos ao Executivo e no mesmo dia, recebeu convite para reunir com a Prefeita Leandra. Desde, então, o Presidente da Câmara, vereador Renato Moura (PSD) abriu espaço para outras lideranças e autoridades, falar sobre o tema.

O QUE É O PROJETO MÃOS DADAS

O governador Romeu Zema promoveu no dia 03 de março de 2021, o lançamento do projeto “Mãos Dadas”, da Secretaria de Estado de Educação (SEE). A iniciativa busca fortalecer o regime de cooperação entre Estado e municípios mineiros no atendimento educacional, a partir do apoio e incentivo para que as cidades ampliem a oferta dos anos iniciais do ensino fundamental, conforme prevê a Constituição Federal e a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional.

Para apoiar as prefeituras na execução do Mãos Dadas serão investidos R$ 500 milhões. O recurso, previsto na Lei de Orçamento Anual de 2021, aprovada pela Assembleia Legislativa de Minas, poderá ser utilizado para a construção de escolas, aquisição de mobiliários, execução de obras e reformas, entre outras ações.

Na avaliação do governador, o exemplo do estado do Ceará, que adotou medida semelhante, mostra a eficácia da medida. “Não é só reformar escolas e dar treinamento aos professores que vai melhorar a Educação. É preciso ações integradas. O Ceará já passou por isso, a experiência deles já provou isso. Temos que fazer o que funciona. Quero que os prefeitos contem conosco, ter mais recursos é fundamental”, afirmou.

Benefícios

O projeto “Mãos Dadas” trará benefícios mútuos para Estado e prefeituras. Ele possibilitará a aproximação das decisões pedagógicas e administrativas do município focadas nas verdadeiras necessidades dos alunos de anos iniciais, criando uma unidade pedagógica no ciclo da infância.

Além disso, com o aumento de matrículas do município, consequentemente haverá aumento do valor total a ser repassado pelo governo federal, já que o repasse é proporcional ao número de matrículas. Esses recursos serão cada vez maiores nos próximos anos, a partir da implementação do Novo Fundeb, chegando em 2026 a um valor adicional superior a R$ 400 milhões por ano às cidades mineiras.

Para o Estado, a iniciativa permitirá a concentração de esforços na implementação do ensino médio, possibilitando a ampliação do diurno, expansão do Ensino Médio em Tempo Integral (EMTI) e educação profissional.

Melhores índices

Segundo a secretária de Estado de Educação, Julia Sant’Anna, o foco do Estado no ensino médio garantirá ainda melhores resultados no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) em Minas.

“Vivemos em um estado que ainda é o segundo mais numeroso com alunos dos anos iniciais nas escolas estaduais. Precisamos ter desenvolvimento neste processo para que a gente consiga focar no ensino médio, nos anos finais; fazer a continuidade do processo de avanço no nosso Ideb do ensino médio e garantir que os prefeitos também tenham condição de absorver estes anos iniciais”, afirmou. “É a primeira vez Minas Gerais faz um aporte financeiro para apoiar os prefeitos. Não é apenas um apoio financeiro, mas técnico e pedagógico para garantir a evolução dos anos iniciais em Minas Gerais”, pontuou.

A partir da adesão ao projeto, os municípios receberão suporte da Secretaria de Estado de Educação durante a transição dos alunos. Além disso, serão disponibilizados materiais de apoio, auxílio na análise dos resultados das avaliações e elaboração de estratégias, avaliação diagnóstica para os anos iniciais e avaliações externas.

Apoio

A presidente executiva do Todos pela Educação – organização não governamental que trabalha por uma educação pública de qualidade -, Priscila Cruz, afirmou que a colaboração conjunta entre Estado e município é fundamental.

“Colaborar é trabalhar juntos. É assim que a gente vai fazer com que a Educação brasileira consiga sair desta crise gigantesca que a gente está vivendo hoje, que com a pandemia se tornou ainda mais aguda, e dar este direito a todas as crianças, independentemente da sua renda, da sua cidade, da rede que estuda. A ideia de colaboração é uma ideia poderosa para a gente cuidar das crianças e da juventude brasileira. Que Minas seja o exemplo para o país de trabalho conjunto”, avaliou.

O presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM), Julvan Lacerda, ressaltou a iniciativa. “É um trabalho que vai gerar frutos não só a curto prazo, mas para a próxima geração. Quando a gente aumenta os índices da Educação, o Ideb, a gente diminui no futuro o índice de desemprego, aumenta a geração de renda e a riqueza do país”, finalizou.

DECISÃO DA PREFEITA LEANDRA GUEDES

Compartilho em primeira mão com vocês meu posicionamento sobre o projeto do Governo de Minas que pretende municipalizar escolas estaduais que ofertam o Ensino Fundamental. Não vamos aderir, decidi que não é viável nesse momento!
Depois de receber a proposta, ouvi todas as partes envolvidas e ontem, já no finalzinho da tarde, fizemos mais uma reunião para ouvir alguns diretores e professores das escolas estaduais que seriam diretamente afetados pela mudança.
Após ouvir cada posicionamento e discutir o projeto com a minha equipe, cheguei à conclusão de que não é o momento de darmos esse passo da municipalização proposto pelo estado.
Para decidir considerei a qualidade do ensino dos mais de 1.800 alunos e dos reflexos que a mudança poderia causar no futuro de nossas famílias. Meu respeito por cada um de vocês.
Acabo de assinar o documento e sinalizei ao Estado que não temos interesse na execução do “Projeto Mãos Dadas” em nosso município.
Leia também
PLANTÃO DE VACINAÇÃO NESTE SÁBADO

Ituiutaba terá programação de multivacinação neste sábado 16

Por meio da Secretaria Municipal de Saúde e do Departamento de Vigilância Epidemiológica, em cumprimento à solicitação do …

Há 5 dias atrás - 138
MELHORIA PARA OS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO

Zema anuncia incorporação do abono 3 para servidores da educação

Incorporação do Abono 3 aos vencimentos a partir de outubro de 2021. A Lei nº 21.710, de 2015, …

Há 5 dias atrás - 346
MAIS DE 1000 PROFESSORES SÃO NOMEADOS

Professores aprovados em concurso público são nomeados pelo Governador Zema

O Governo de Minas Gerais publicou, nesta sexta-feira (15/10), um novo lote de nomeações de professores aprovados em concurso …

Há 5 dias atrás - 99